Remédios faltando, cargos comissionados sobrando

De Paulo Vidigal:
Durante a campanha eleitoral o atual prefeito prometeu entregar nas casas das pessoas medicamentos de uso contínuo. Hoje fui ao Cisam pegar medicamentos para um parente e me deparei com um cartaz avisando da falta de medicamentos (Carbamazepina, Ritalina, não me lembro se mais algum). Imagino que a contratação de 515 cargos comissionados deve de fato tomar tempo. Mas os pacientes que dependem desses medicamentos e não tem comprá-los não podem esperar tanto tempo assim… Algum vereador quer se manifestar sobre a falta de medicamentos?

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9.

13 pitacos em “Remédios faltando, cargos comissionados sobrando

  1. Maringaense Otário diz:

    Alguem sinceramente acredita que ele irá entregar remédio em ksa, se falta remédio nos postos imagina com a entrega em ksa.

    Ele vai pegar uns 50 usuários e efetuará a entrega, ai afirma que esta implantando o sistema de entrega e que precisa mais 4 anos para terminar o projeto.

    Eh muita conversa, balela – FALAR ATEH PAPAGAIO FALA.

  2. sairamarina@hotmail.com'

    Ueh! para destinar R$.120.000,00 para a ACIM bancar promocoes, a prefeitura tem dinheiro em caixa, mas para aquisicao de medicamentos precisa consultar a disponibilidade em caixa? Para aumentar o quadro de Cargos Comissionados para 515 CCs. com o acrescimo do custo na folha de pagamento da prefeitura em quase R$.l6.000.000,00, tambem… nao foi necessario uma previsao orcamentaria. Bem… parece que tudo eh facil quando se quer e para o que se quer!!! Povao… daqui hah quatro anos!

  3. “lumina
    Posted 14 de fevereiro de 2013 at 20:14 | Permalink
    Ueh! para destinar R$.120.000,00 para a ACIM bancar promocoes, a prefeitura tem dinheiro em caixa, mas para aquisicao de medicamentos precisa consultar a disponibilidade em caixa? Para aumentar o quadro de Cargos Comissionados para 515 CCs. com o acrescimo do custo na folha de pagamento da prefeitura em quase R$.l6.000.000,00, tambem… nao foi necessario uma previsao orcamentaria. Bem… parece que tudo eh facil quando se quer e para o que se quer!!! Povao… daqui hah quatro anos! ”

    Responder

    A QUEM INTERESSAR POSSA…!

    “OPINIÃO
    O tempo urge mudanças verdadeiras
    Por RIGON | OUTUBRO 26, 2012 19:42
    Do servidor público municipal aposentado Aparecido Batista:
    Quando me aposentei, em 30 de setembro de 2011, o prefeito Silvio Barros II havia assumido o compromisso com a categoria de tornar realidade o PCCR, mas não honrou o compromisso, até hoje, dois meses para o término do mandato da atual administração. Faz 21 anos que estou no aguardo do pagamento da trimestralidade, e eu, que estou cada dia mais “sex”agenário, não estou disposto a continuar esperando mais quatro anos, eis que o prefeito também faltou com mais esse compromisso assumido com a categoria dos servidores públicos municipais. Nestas circunstâncias (…), corroboro uma frase da autoria de Eça de Queiroz, e gostaria que meus amigos maringaenses e servidores públicos municipais de carreira pensassem com carinho na hora de votar, pois só vão ter a oportunidade de fazer justiça com as próprias mãos, eis que democraticamente, daqui a quatro anos: “Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.” De minha parte, a decisão já foi tomada desde o primeiro turno, pois o tempo, que é inexorável, urge “mudanças verdadeiras”. Basta de “promessas enganosas”. “

Deixe uma resposta