Problema na biometria pode atrasar resultado

Continuam as reclamações sobre os problemas com a biometria em Maringá. As seções localizadas no Centro Municipal de Educação Infantil Monsenhor Kimura, informa leitor, estão lotadas. “O motivo da demora, a identificação biométrica, como deve estar acontecendo nas outras seções eleitorais. Agora o que mais me deixou indignado foi a quantidade de papel, álcool e principalmente de lenço umedecido utilizado. Quanto isso irá nos custar? Estão usando um lenço para cada eleitor. É um absurdo!”, observa leitor.
Na Escola Municipal Professor José Marchesini a biometria também não está funcionando, e as mesárias estão usando as próprias digitais, o que também se verifica em vários outros colégios. “O engraçado é porque as digitais delas funcionam e dos eleitores não. Detalhe: tem fiscais e mesmo assim ninguém tem resposta para dar ao povo. Aqui no Itatiaia tem muita gente revoltada”, diz leitora
que prefere “justificar meu voto do que outra pessoa usar a biometria pra votar no meu lugar”. O problema levou o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, a admitir atraso no resultado final.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

2 pitacos em “Problema na biometria pode atrasar resultado

  1. não tive problema algum passou na primeira. Uma babaca que estava na minha frente e ficava falando nomes dos candidatos dela ficou um tempão votando com um tablet deve ter registrado para mostrar ao rabo preso seu voto. Devia ter chamado a policia.

  2. Fui presidente de mesa de uma seção com 205 eleitores. Dos 190 votantes somente 21 não conseguiram o reconhecimento biométrico. As pessoas que não tinham a biometria reconhecida eram em sua maioria idosos, que ou não conseguiam dobrar o dedo o suficiente para que sua digital fosse lida integralmente pela máquina, ou tinham lesões ou desgaste que impediam o reconhecimento da digital. O que acho que pode ser melhorado é a necessidade de tentar oito vezes para poder liberar a votação manualmente, já que em alguns casos era óbvio que pelas condições dos dedos do eleitor seria impossível o colhimento da digital. Quanto a gastar com lenços, papeis e alcool, é uma preocupação desnecessária. Recomendo ao leitor que se preocupe com o quanto os políticos em que ele votou vão desviar na próxima legislatura do que com a quantidade de papel usada para higienizar as mãos e o local de colhimento da digital – o que ao meu ver é questão de saúde e não de gasto de dinheiro público. A biometria veio pra auxiliar no processo eleitoral, vai ser aprimorada certamente. Avalio o resultado na minha seção hoje como satisfatório, sei que outras em Maringá tiveram problemas.

Deixe seu pitaco