Números do segundo turno

Nas 792 seções eleitorais de Maringá, Aécio Neves (PSDB) recebeu 137.060 votos (65,94%), contra 70.788 (34,06%) dados a Dilma Rousseff (PT). No Paraná, o tucano teve 3.765.025 votos (60,98%) e Dilma, 2.408.740 (39,02%). Em Maringá, votaram 215.666 eleitores (86,78% do total de 248.511), com abstenção de 32.845 (13,22% – abaixo da média paranaense, que foi de 18,43%). Foram registrados 2.537 votos em branco (1,18%) e 5.281 nulos (2,45%), restando válidos 207.848 votos (96,37%). As médias estaduais foram, respectivamente, 1,27%, 2,46% e 96,28%.
Votaram 515 dos 608 maringaenses que estavam em trânsito (abstenção de 93 eleitores, 15,30%). Desses, Aécio recebeu 420 votos, contra 87 dados a Dilma. Foram registrados 2 votos em branco (0,39%) e 6 nulos (1,17%).

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Números do segundo turno

  1. Oba, mais gente pra tirar sarro … hahahahahahaaaa … o chororô é livre. Maringá “elegeu” o collor, o FHC duas vezes, o serra, o alckmin, e agora o aécio. Não vejo nada de diferente por aqui. Em matéria de governador, enfiaram o Lerner não uma, mas duas vezes. E sem exceção, choram por pagar pedágio nas estradas do Paraná. Agora não somente reelegeram o piá de prédio, como também levaram junto a expoente da família (Cida Barros) que até hoje não vi uma ação dela sequer que pudesse beneficiar os cidadãos. Não vou nem falar do restante da família barros e família Dias que não compensa. Todos tem conhecimento de tudo. Mas fecham os olhos. Votação em massa e expressiva bem como continuada, a despeito da tão propalada “alternância de poder” desde que valha somente para o PT ou partido aliado. Imprensa? Podre, dominada, vendida (ou comprada), povo provinciano, que vive em Dallas, comendo frango com gosto de caviar. E enquanto isso, alguns mudando-se para condomínios fechados com a locupletação dos meios públicos. Não conseguem enxergar que seu filho, em sua própria casa, está usando drogas (Maringá, Paraná), mas prefere xingar o filho de outros que estão longe (Brasília). Não seria bom começar a limpar a própria casa? …

Deixe seu pitaco