Esvaziado

pmb

De acordo com o TSE, a vereadora Márcia Socreppa permanece presidindo o Partido da Mulher Brasileira, que em Maringá é controlado pelo pepista Ricardo Barros.
O PMB, que chegou a ter 20 deputados, hoje só tem um. Tudo indica que, com o esvaziamento da sigla, ela será entregue a algum candidato laranja do condomínio partidário da família.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

2 pitacos em “Esvaziado

  1. BASTIDORES diz:

    O PMB, nas eleições de 2016, ainda valerão dos 20 congressistas para o horário eleitoral.
    Assim como o PPS, DEM e PMN, que foram repassados para o controle do Batista, supostamente o plano B de Ricardo Barros.
    Agora, se o Batista vai ser candidato a prefeito ou não, só o RIcardo Barros sabe.

    A música é boa…Batista é coração, Batista na minha mente…

  2. Perdigueiro diz:

    Duvidas: o partido da mulher aceita entrada de homens? Quando houver uma divisão, como a que ocorre no PMDB será correto dizer que o partido está rachado? Brincadeiras machistas, à parte, é brincadeira mais um partido com este nome e segregação. Fica esquisito para um homem se filiar ao um partido cujo nome é partido da mulher brasileira.

Deixe seu pitaco