O deserto é aqui

Marialva

Marialva – da floresta nativa à paisagem de deserto. As árvores da praça central foram cortadas, sem dó, no final do ano passado (leia a postagem “O império da motossera”.
Como se vê pela foto, produzir e vender mudas de palmeiras (que não são árvores) às prefeituras de Maringá e Marialva é um bom negócio ultimamente.

Por falar em Marialva, a atual administração poderá ser responsabilizada judicialmente por não tomar providências em relação ao Condomínio Green Diamond, cujos terrenos, apesar da irregularidade perante a prefeitura, continuam a ser vendidos.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

5 pitacos em “O deserto é aqui

  1. Muito indignada. Publique uma foto da praça quando ainda havia vida!!!! Cadê os órgãos responsáveis pra punirem esse tipo de crime?

  2. Árvores novas foram plantadas no lugar das velhas mais os coqueiros só fazia sujeira e abrigava mendigos e drogados essa praça, graças a Deus foi revitalizada … Gerações futuras agradecerão

  3. Ivete moura diz:

    Parabéns pela matéria! Finalmente o problema saiu da invisibilidade, faz 3 anos q luto contra o corte indiscriminado de árvores aqui em Marialva, todos questionamentos foram levados ao MP do Meio Ambiente sem êxito, perdi a fé na justiça dos homens. Espero que no futuro cobrem de quem realmente não teve consciência nem visão do mal que estava causando, um dia a natureza irá cobrar essa conta sem descontos…infelizmente…

  4. Alexandre diz:

    Era escura e cheia de drogados.a nova valorizou o entorno.pergunte aos comerciantes da região.tem gente que só reclama, Deus me livre.

  5. Ivete moura diz:

    As árvores tem um papel fundamental no planeta que vai além de embelezar ou produzir sombras e flores, mas de que adianta lições de ecologia pra quem não respeita a natureza!

Deixe seu pitaco