Questionamentos de um leitor sobre o Sama

saude_homem

Recebi de um leitor, e reproduzo: Fala-se muito em contratos “estranhos” entre a Prefeitura e TCCC, na licitação do lixo, mas e o contrato com o Santa Rita Saúde?
Os valores que movimenta é algo extraordinário.


É quase possível afirmar (99,9% de chances) que o “plano de saúde da Prefeitura junto ao Santa Rita, se fosse uma empresa privada, seria em nossa região menor apenas que o da Unimed!!!! Observe agora o “ganho” que tem, por exemplo o PAM, embora beneficente o da Santa Casa gera recursos para investimentos constantemente e nunca se viu “obrigado” a esclarecer suas contas ao TCU nem tão pouco a ANS, assim como o PAM.O que significa que são rentáveis, ainda que rigidamente administrados. E o do Santa Rita junto à prefeitura???? Você acredita na mesma rigidez nas auditorias médicas, por exemplo? nos tratamentos? consultas? procedimentos emergenciais etc etc etc. Por fim, pense: Qual a razão pela qual se justifica uma carteira com 30.000 usuários num só hospital? O atendimento não poderia ser feito, como base na tabela da AMB em todos os demais?
Meu comentário (Akino): Parece-me que realmente algo que precisaria ser melhor explicado e o patrocínio ao Maringá Futebol Clube, pode ser uma delas.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

12 pitacos em “Questionamentos de um leitor sobre o Sama

  1. Akino, com certeza e muito dinheiro mesmo e ainda faz apenas alguns procedimentos geralmentes os mais caros e complexos eles mandam o servidor pelo atendimento via SUS.

  2. Diga-se de passagem este contrato inclui atendimento de dentista.

    Estes atendimento já foram auditados será ?

  3. Se vocês querem respostas procurem quem pode responder, não fiquem supondo o que de fato vocês não sabem, será que não tem auditor mesmo? Verifica a estrutura do SAMA dentro da prefeitura, existem pessoas que trabalham para que o SAMA de certo, procure saber quantas reclamações foram feitas e o que realmente não foi atendido, são 30000 pessoas que tem o benefício, quantas reclamações são feitas dos 30000, antes de encher a boca para tentar fazer propaganda negativa busque informações reais, estou à disposição. Se quer falar use informações verdadeiras.

    • Dr. Kuca Belludo diz:

      Lilian………….. se porventura um usuário do sama necessitar de uma ressonância magnetica ou angioplastia (colocacar stent)…………..qual o procedimento ???????………já que está a disposição…..poderia esclarecer…..muito obrigado.

  4. Aparecida Donizete diz:

    E pior que isso. As atendentes do call-center do SAMA nos diz com todas as letras que o SAMA NÃO É PLANO DE SAÚDE E sim assistência à saúde. Pior ainda é que não tem cobertura de todos os serviços e procedimentos necessários ao paciente. Ex: FONOAUDIOLOGIA só tem direito a primeira consulta . O seguimento do tratamento só se fechar um pacote particular com essa especialidade. Outro absurdo é que um paciente que precisa fazer exames de controle para CA de mama tem que aguardar 60 dias para fazer uma ultra-sonografia porque não tem mais vaga esse ano. E não vou nem entrar em detalhes quanto à demora no atendimento no Pronto Atendimento. Para fazer uma internação programada ou não, a gente fica, no mínimo 3 horas na recepção. E as recepcionistas passando a lábia no paciente e no acompanhante dizendo que o quarto está sendo lavado por inteiro. Aí você é levado para o referido quarto e chega lá e já descobre que no quarto já tem um paciente a 5 dias e não houve nenhuma lavação por inteiro. Ou seja, tentam nos iludir e não agilizam as coisas. A única resposta que a recepção e a enfermagem sabe nos dar é: é só aguardar. Estamos aguardando . . .

  5. Caro Akino.
    Há mais coisas que não se conseguiria explicar, dentro da lógica. Mas precisamos primeiro considerar que, desde muitos anos, desde aquele em que as vagas eram magérrimas, o grupo Santa Rita, é patrocinador oficial das campanhas e ações do grupo RB, Essas e algumas outras ações são apenas compensatórias pelo primeiro investimento e para se fazer caixa dos investimentos nas campanhas posteriores. Ser uma entidade filantrópica, por exemplo está dentro dos atos da “pilantropia” que se fala tanto por aí, pois por lá, a diretoria noemada no papel não tem o menor poder de decisão que é de uma pessoa só, e todos na cidade sabem quem é. A construção da creche para filhos de funcionários do grupo que na verdade é da prefeitura, como se explica? Se a Lillian, fervorosa defensora dos grupos puder explicar, eu agradeço. Quanto ao atendimento e a demora nas consultas e procedimentos, podem acreditar, todos os planos estão exatamente no mesmo patamar. Tem plano alardeando por aí que é o melhor da cidade, mas consultas em algumas especialidades como neurologia clínica ou reumatologia, podem demorar até cinco meses para se conseguir agendar uma consulta. Precisamos ser justos. O número de leitos instalados na rede hospitalar em Maringá é bastante inferior ao necessário e, acreditem, internamentos na cidade, mesmo com plano de saúde, tem que considerar uma longa espera na recepção até a entrada no quarto. Há hospitais até que tem funcionário exclusivamente para avaliar o paciente, discutir com o médico, e manda-lo para casa no tratamento “home care” (que aumenta cada dia mais) para criar vaga àqueles que estão sentados na recepção à espera.. Há casos em hospital local haver 17 pacientes esperando pela internação e não há altas para se acomodar aqueles que estão com cirurgias, as vezes bastante complexas, agendadas. Observem os hospitais da cidade, até mesmo aqueles que não tem mais espaço físico, estão com obras aumentando o número de leitos, pois o existente é insuficiente para a demanda e, isso já vem sendo comentado há muito tempo. Acreditem não é só o HU que tem problemas de falta de vagas. Lá tem a desculpa que atende pelo SUS. E os outros? A população aumenta vertiginosamente, a estrutura para atendimento à saúde é a mesma a quanto tempo mesmo? Mas que o contrato do Santa Rita com a prefeitura é uma incógnita, ninguém duvide. Seria necessário fazer uma pesquisa com os usuários que se utilizam do serviço para que, possamos constatar que talvez, possamos estar mordendo a língua, mas… Ainda bem que tem gente com visão para o mercado da saúde e tem um hospital em cidade vizinha que já é o segundo maior hospital da região e com espaço para crescer ainda mais, o que não demora nada, nada. Ah aliás este hospital já atende o SAS (saúde dos funcionários do estado) que tem mais ou menos 35 mil usuários, que não estavam satisfeitos com o atendimento do Santa Rita e, apesar do preconceito de muitos, a coisa está se acomodando e o atendimento já está passando de sete anos.
    O assunto rende muito mais, se olharmos o global e o desafio para o Ulisses é gigantesco, e os recursos…
    Há quem diga que os problemas da saúde ainda não apresentaram soluções para resolver a questão da saúde do povão e nem é tão simples assim.

  6. Caro anônimo não sou defensora de grupo nenhum, sou servidora e trabalho no SAMA, tenho informações que talvez você não tenho, mas tenho o cuidado de falar de fatos e não hipóteses, até UNIMED tem reclamações, tem exames sem cobertura e fila de espera, não existe esse plano maravilhoso que vocês pintam, pode melhorar pode sim, como tudo pode melhorar, busque as informações corretas, reclamacoes existem assim como elogios também. Sou defensora daquilo que é direito do servidor e tenho feito meu trabalho muito direcionado para a classe, não me julgue pois não me conhece, busque saber do meu trabalho, não queira me colocar num posto que não ocupo, defendo sim o meu trabalho.

  7. Observador diz:

    O hospital Santa Rita, tem que melhor muito para conseguir prestar, um bom serviço de saúde. A começar pela humanização do corpo clinico. Os profissionais que ali atende tirando poucas exceções, na sua maioria se acham como deuses.

Deixe seu pitaco