Era de valorização

Floriano

O funcionalismo público vive uma era de valorização, destaca o site do Sismmar, “depois de muitos anos de truculências e perseguições”. Nesta terça-feira, um dia depois da sanção da lei que concede o vale-alimentação de R$ 200 (R$ 250 no total, com contrapartida de R$ 50 dos servidores), o prefeito Ulisses Maia (PDT) nomeou a servidora de carreira Marcela Rossini como administradora temporária do distrito de Floriano. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

9 pitacos em “Era de valorização

  1. Valorização?! Será mesmo!!!
    Vamos aos fatos:
    Vale-alimentação, R$ 250,00 com contrapartida de R$ 50,00, pagamento em até 30 dias após homologada a licitação, honestamente não aguardo que ele venha antes de março!
    Nova estrutura, até então na gestão passada, haviam-se 4 tipos de CC (Assessor I, II, III e IV), agora são 6 tipos (DAS 1,2 e 3; GAS 1,2 e 3)

    Gestão Anterior (Lei 931/2012)

    Art. 9º (…)

    DAS: R$ 7.140,83 (Assessor I)
    GAS: R$ 4.509,89 (Assessor II)
    CAS: R$ 3.163,43 (Assessor III)
    CSS: R$ 1.970,82 (Assessor IV)

    Art.10 O funcionário efetivo designado a para exercer a função gratificada que não optar pela remuneração disposta no art. 9º perceberá a título de gratificação os seguintes valores:

    FGD: R$ 2.360,25
    FGG: R$ 1.691,28
    FGC: R$ 653,95
    FGCS: R$ 458,52

    Gestão Atual (Lei 1074/2017)

    Art. 9º (…)

    DAS 1: R$ 7.150,00
    DAS 2: R$ 6.250,00
    DAS 3: R$ 5.350,00
    GAS 1: R$ 4.550,00
    GAS 2: R$ 3.850,00
    GAS 3: R$ 3.150,00

    Art.10 O funcionário efetivo designado a para exercer a função gratificada perceberá, a título de gratificação os seguintes valores:

    FGD: R$ 2.361,00
    FGG: R$ 1.692,00
    FGC: R$ 700,00
    FGCS: R$ 500,00

    Aos Comentários:

    Criou-se novos cargos comissionados, com significativas alterações de valores, veja na gestão passada recebia-se um Assessor IV, o menor na cadeia, CSS R$ 1.970,82, na atual temos o GAS 1: R$ 3.150,00 (é praticamente 50% de aumento!!!). Comparem!!!

    Ainda que na gestão passada tinha-se inúmeros CC’s, centenas pra ser honesto, inúmeros servidores efetivos nomeados em função gratificada, optavam pelos valores conforme os cargos em comissão, assim temos 2 efeitos, o 1º entre as centenas de cargos comissionados, algumas dezenas eram servidores efetivos; 2º um diretor por cargo comissionado, servidor não efetivo, não ganhava mais que um servidor efetivo em função gratificada de direção, já que o servidor podia optar por qual simbologia ele seria remunerado, DAS ou FGG no caso. Atualmente, poderemos ter servidores não efetivos, nomeados como diretores e gerentes por cargo em comissão (CC puro) que receberam mais do que um servidor de carreira nomeado para a mesma atribuição, no entanto como função gratificada, esses valores apenas se equipararam se no mínimo um servidor de carreira para o cargo de Diretor (FGD) tenha enquanto vencimento natural (remuneração + tempo de serviço) aproximadamente R$ 4.789,00 que somados aos R$ 2.361,00 (FGD) iguala-se aos R$ 7.150,00 (DAS 1) previstos ao cargo em comissão para diretor (CC nato)! A mesma linha segue para o Gerente, sendo servidor efetivo vencimento mínimo (remuneração + tempo de serviço) de R$ 2.858,00 somando-se ao FGG R$ 1.692,00, iguala-se ao GAS 1: R$ 4.550,00…

    Fatos:

    – CC’s ganharam mais do que servidores de carreira em mesma função (DAS/FGD; GAS/FGG);
    – Cortaram os cargos comissionados e muitas funções gratificadas mas aumentaram os tipos de cargos comissionados e as faixas salariais.

    Servidor valorizado, não é exatamente o que parece!

    Trocamos gato por lebre?!

    Aguardem os próximos dias!

    Ps. Não estou defendendo a gestão passada, mas de início essa não parece ser o que dizia!

  2. Essas gratificações existem, cada qual com sua complexidade. EU gostaria de saber com relação à câmara de vereadores, quais os critérios usados para as inúmeras comissões concedidas na casa de leis. Como é feito o rodízio nessas comissões, como os funcionários se colocam a disposição para concorrer às mesmas. Akino ou o Rigon saberiam dizer?

  3. Exatamenmte isso que venho observando.Os melhores cargos não são dados para servidor de carreira, mas para cabide politico, tipo candidato que perdeu a eleição mas ajudou no segundo turno.Não deixa de ser cabide politico tambem.,Até agora o único que foi alçado de servidor de carreira para secretario foi o Gilberto purpur, por motivos óbvios(o cara é ninja em transito)Os demais estão ai, recebendo migalhas.Não foi isto, o prometido.O que tem de servidor capacitadissimo….mas desvalorizado.Não tem QI( quem o indique).

  4. diminuiu o quantidade de cc’s e aumentou o salário dos que entraram, ué, cadê a economia de 20 milhões com ccs, e ainda, é fácil dar vale alimentação ao servidor, pois quem paga é o contribuinte, queria ver se fosse empresa privada e saísse do bolso do proprietário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>