E a duplicação da PR-323?

PR-323

A propósito de prioridades na aplicação de recursos públicos, leitor fez o seguinte comentário: “Temos a rodovia da morte de Maringá até Umuarama que precisa de duplicação e não consegue avançar esse projeto e no entanto o Ricardo Barros quer enfiar de goela abaixo o tal do Contorno Sul Metropolitano (…)”.
Meu comentário (Akino): Claro que se trata de um trecho federal e o caso da PR-323 é rodovia estadual.

Mas acho, também, que o dinheiro que se gastará no Contorno Sul Metropolitano daria para duplicar a PR 323, de Maringá a Umuarama. O que seria mais útil?
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

7 pitacos em “E a duplicação da PR-323?

  1. A verdade doa a quem doer diz:

    Detalhe
    PR 323 é um eixo de ligação mais importantes do Estado do Paraná, cortando grandes regiões econômicas do estado e que por MÁ VONTADE do Governo Beto Richa (indo p/08 anos já) e a rodovia ESTÁ JOGADA AS TRAÇAS TOTALMENTE ABANDONADA.

    “VERGONHA DO ESTADO DO PARANÁ ESTÁ TODOVIA PELA SITUAÇÃO QUE ESTÁ”

  2. nereu vidal Cezar diz:

    Akino, é bom voce refazer seus calculos, o dinheiro do Contorno, nao da para chegar até Cianorte. Esta obra já foi licitada, a empreiteira que ganhou, por se envolver com a Lava Jato, não pode tocar a obra, mas o valor da duplicação Paissandu/Umuarama vai à milhões.

  3. Quem tem que brigar pela rodovia são os prefeitos da região (Ulisses e os demais), quanto ao contorno sul, se realmente tiver maracutaia, esquemas, que seja investigado e que seja punido os responsáveis, agora que o contorno se faz necessário isso é certeza, vamos parar de querer priorizar br 163, br 323, por questões pessoais.

  4. WalterAlexandrno diz:

    Uma sugestão é que a concessionária que ganhasse a licitação só iniciasse a cobrança do pedágio a cada 40 km duplicados, o que não ocorreu, por exemplo, com a duplicação Maringá/Campo Mourão, que levou praticamente vinte anos para ser concluída.

    O ideal seria que o Estado retomasse as concessões, criasse uma empresa de economia mista para administrar a cobrança do pedágio, e com o superavit (lucro) seria possível duplicar e/ou manter em boas condições demais rodovias ou estradas secundárias.

    Agora, rodovia da morte ou imprudência dos motoristas?

      • Rodovia em péssima condição de uso ou em boas condições de uso ?
        Resposta: Totalmente sucateada, só o trapo a camada asfaltica e sinalização não existe, resumindo rodovia que puxa a morte por vários fatores, uma delas a omissão do dono dela o governo do estado do PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>