Dois pesos…

Penitenciária

Semanas atrás obras da Prefeitura de Paiçandu, nas imediações da Penitenciária Estadual de Maringá, provocaram uma sujeira danada defronte o estabelecimento penal. A terra escorreu pra lá e, com as chuvas, virou aquele lamaçal.

Acionada para limpar a sujeira, que durante dois meses deixou o local bastante complicado, a prefeitura da vizinha cidade alegou que a área onde se encontra a PEM pertence a Maringá, e, por isso, não atendeu ao pedido de limpeza.
A Secretaria de Serviços Públicos de Maringá, de seu lado, atendeu o pedido e resolveu o problema da sujeira.
Eis que hoje máquinas da Prefeitura de Paiçandu estão realizando obras (galerias) justamente defronte a PEM – aquela que, segundo a mesma prefeitura, está em local que pertence a Maringá. Se chover e a lama voltar, a administração de Paiçandu voltará a lavar as mãos?

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Dois pesos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>