Para perguntas capciosas…

… respostas diretas, sem rodeios. Leitor, fez o seguinte comentário com uma pergunta, digamos, capciosa, dirigida a este modesto colaborador, com a intenção de atingir o vereador Jean Marques. Escreveu ele: ‘Akino, você acha correto vereador que é procurador do município receber o maior salário? Você não acha que deveria receber o salário da função que exerce?

Escolher o cargo e o salário referente ao cargo? Gostaria de saber sua importante opinião. Dizem que é legal. Mas é ético?’
Minha resposta (Akino): Um procurador municipal, vereador, poderia receber os dois salários, caso optasse em continuar trabalhando na prefeitura e participando apenas das sessões, como fizeram vereadores na legislatura passada, e me lembro dos casos dos vereadores Luciano Brito, que continuou recebendo como agente penitenciário e vereador, e o Dr. Manoel, que continuou recebendo com médico.
Isto é possível compatibilizando os horários e o procurador Jean poderia fazer isso perfeitamente, como fizeram Luciano e Dr. Manoel. Mas, pelo que sei, preferiu ficar apenas com o salário de procurador, numa atitude legal, ética e moral, com dedicação exclusiva à função de vereador, salvo engano.
Se fosse levar ao pé da letra, ou numa interpretação hermenêutica, rigorosa, um vereador que é advogado, se continuasse advogado, teria que abrir mão do salário de vereador. Fala-se que há vereador que proclama que não precisa do salário de vereador, já que seu escritório é bastante rentável. Odair Fogueteiro deixou sua empresa? Chico Caiana, idem? Sidnei Telles deixou de ser engenheiro? Penso que não. Então pare de perseguir politicamente o vereador Jean, como diria um outro vereador. E deixo claro, que não tenho procuração (Ad-Judicia) para defendê-lo, nem estou recebendo cachê, jabá, pixulecos ou qualquer outra forma que se queira dizer, pejorativa e injuriosamente, de remuneração, antes que alguém venha insinuar.
PS: Não estavam errados, também, Luciano e Dr. Manoel e outros, como médicos, Dr. Saboia, Dr. Heine, Dr. Paulo Sony e tantos vereadores que praticamente só iam à Câmara nos horários das sessões, e continuam acumulando seus rendimentos com os de vereador.
PS: Não sei o caso de William Gentil, mas parece que ele também abriu mão do salário de guarda municipal.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

21 pitacos em “Para perguntas capciosas…

    • Se o cara optasse por receber menos seria um imbecil! Só pelo fato de estar afastado o jean está perdendo promoção na carreira de procurador e 3 meses de licenca premio na ponta do lápis o cara mais perde financeiramente sendo vereador..

      .isso mostra a sua vontade em fazer algo útil pra população mesmo q isso signifique prejuízo profissional pessoal

    • Entendeu certo, caro (a), 14h40. Pelo regimento interno vigente, os vereadores com podem trabalhar apenas durantes as sessões e os que participarem de comissões, durantes as reuniões destas.
      Penso que deveria ser diferente. Vereador, em Maringá, deveria ter dedicação exclusiva e em cidade menores, não ter remuneração. Mas isso, não real no momento.

  1. Claro que gentil iria abrir mão do salario dele de Guarda municipal, por motivos óbvios rsrs o salario de um guarda municipal não chega a metade do vereador.

  2. Resta saber se o Jean esta cumprindo a carga horário de procurador, ou se esta dedicando mais o tempo com o cargo de vereador.
    Ou seja o cara aceita o salário maior de procurador mas fica a maior parte do tempo ocupado com afazeres do salário menor, e recebendo o salário maior a qual fez opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>