Paciência tem limites…

… e a minha está chegando na ‘tampa’. Um sujeito te ofender usando palavras como ‘seu palhaço’, ‘idiota’, ‘seu lixo humano’, ‘idiota útil de corruptos’… (por mensagens, porque pessoalmente, provavelmente, não teria coragem), só mesmo acreditando que sofra de um distúrbio, para não tomar providências drásticas. Agora chega, passou da conta.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “Paciência tem limites…

  1. A quem interessar possa…!

    “Quem tem vitórias honestas, corretas, pode partilhar. O outro vai ficar com inveja? Vai. Ótimo! Aí eu sei que eu perdi o amigo. Uma das coisas que a gente tem que pedir muito a Deus: elimine os amigos falsos da vida da gente. Muito melhor ter um inimigo do que um amigo falso.”
    (Padre Léo)

    APARECIDO BAPTISTA (cidadão maringaense ‘ficha limpa’ desde criança e servidor público municipal de Maringá durante aproximadamente 40 – quarenta – anos, hoje aposentado e com mãos limpas, graças a Deus)

    • Ué, o comentário é do Aparecido Baptista ou do Wilson Teixeira? isso é caso de falsidade ideologia, e é crime:
      Código Penal
      Art. 299 – Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante:

      Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é público, e reclusão de um a três anos, e multa, de quinhentos mil réis a cinco contos de réis, se o documento é particular.

      Parágrafo único – Se o agente é funcionário público, e comete o crime prevalecendo-se do cargo, ou se a falsificação ou alteração é de assentamento de registro civil, aumenta-se a pena de sexta parte.

  2. Pilombeta Nervosa! diz:

    “Publique a verdade e eles te criticarão por ser sincero. Publique com sinceridade e eles te criticarão por ser verdadeiro: as paixões do populacho são tão bipolares quanto suas preocupações são imediatistas ” – Sir Bambrósio Cezalima Bostista, filosofista e baba-ovo de véio politiqueiro de Maringá, pitaqueiro frustrado de 33°grau da Maçonaria Hermética dos Pela-Sacos do Negrão do Gabinete da Discórdia e guardador de vaga em fila do Willy Deivis em dia de jogo da Zebra .

    • Mateus 10
      …21 Um irmão entregará à morte seu irmão, e o pai ao filho, e os filhos se rebelarão contra seus pais e lhes causarão a morte.
      22 E, por causa do meu Nome, sereis odiados de todos. Contudo, aquele que permanecer firme até o fim será salvo.
      23 Quando, porém, vos perseguirem num lugar, fugi para outro; pois com toda a certeza vos asseguro que não tereis passado por todas as cidades de Israel antes que venha o Filho do homem. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>