Solicitude

solicitude
As nossas atividades devem ser vigiadas pelo bom senso e, nesse policiamento, não deixaremos que somente participe o coração; a mente haverá de ser limpa, pensando na universalidade das coisas.


Aceitar tudo, porque simpatizamos com alguém, é desconhecer a lei que alimenta a verdade e a justiça. Isso se chama equilíbrio, que engloba as ideias corretas, onde nasce o verdadeiro amor, capaz de nos levar a harmonia das forças internas.
Solicitude com nós mesmos é a nossa norma de vida, é a limpeza dos sentimentos em relação a purificação do mundo interior, na busca do Deus interno. O Cristão é obrigado a entrar nesta faixa de trabalho interno, porque, se Deus também está em nossa intimidade, no comando da nossa vida, colocou Jesus mais perto d’Ele, para nos inspirar no trabalho. Mas isso não invalida o nosso esforço: Eles esperam que decidamos o que fazer de nossas vidas, no entanto, sempre nos ajudam a alcançarmos o melhor, a alcançarmos as ideias corretas, respirando o que semeamos, na integração do Bem permanente, em se buscando a felicidade.
Sempre ouvimos dizer, na Terra, que a vida ensina; verdadeiramente a vida é uma escola, mas é preciso que busquemos os altos conceitos, aplicando-os no percurso da existência, na fixação das leis em nós. Neste trabalho, passaremos a nos iluminar por dentro, perseguindo o conhecimento da verdade, que nos tomará livres. O interesse deve ser nosso, porque é pelos nossos esforços que as portas do amor e da caridade se abrem, e somente por elas alcançaremos a felicidade.A solicitude se desdobra em variados caminhos, a nos incentivar para a conquista da luz.
Com este texto de João Nunes Maia, do Livro Cura-te a ti mesmo, queremos refletir sobre a importância da solicitude. Há quem seja solícito para enganar os outros, e quando contrariados mudam completamente. Mesmo esses podem ser curados. Não acredito no ditado: ‘pau que nasce torto não tem jeito..’
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Solicitude

  1. Provérbios 22
    Ouvir
    1 Vale mais ter um bom nome do que muitas riquezas; e o ser estimado é melhor do que a riqueza e o ouro.
    2 O rico e o pobre se encontram; a todos o Senhor os fez.
    3 O prudente prevê o mal, e esconde-se; mas os simples passam e acabam pagando.
    4 O galardão da humildade e o temor do Senhor são riquezas, honra e vida.
    5 Espinhos e laços há no caminho do perverso; o que guarda a sua alma retira-se para longe dele.
    6 Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.
    7 O rico domina sobre os pobres e o que toma emprestado é servo do que empresta.
    8 O que semear a perversidade segará males; e com a vara da sua própria indignação será extinto.
    9 O que vê com bons olhos será abençoado, porque dá do seu pão ao pobre.
    10 Lança fora o escarnecedor, e se irá a contenda; e acabará a questão e a vergonha.
    11 O que ama a pureza de coração, e é amável de lábios, será amigo do rei.
    12 Os olhos do Senhor conservam o conhecimento, mas as palavras do iníquo ele transtornará.
    13 Diz o preguiçoso: Um leão está lá fora; serei morto no meio das ruas.
    14 Cova profunda é a boca das mulheres estranhas; aquele contra quem o Senhor se irar, cairá nela.
    15 A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da correção a afugentará dela.
    16 O que oprime ao pobre para se engrandecer a si mesmo, ou o que dá ao rico, certamente empobrecerá.
    17 Inclina o teu ouvido e ouve as palavras dos sábios, e aplica o teu coração ao meu conhecimento.
    18 Porque te será agradável se as guardares no teu íntimo, se aplicares todas elas aos teus lábios.
    19 Para que a tua confiança esteja no Senhor, faço-te sabê-las hoje, a ti mesmo.
    20 Porventura não te escrevi excelentes coisas, acerca de todo conselho e conhecimento,
    21 Para fazer-te saber a certeza das palavras da verdade, e assim possas responder palavras de verdade aos que te consultarem?
    22 Não roubes ao pobre, porque é pobre, nem atropeles na porta o aflito;
    23 Porque o Senhor defenderá a sua causa em juízo, e aos que os roubam ele lhes tirará a vida.
    24 Não sejas companheiro do homem briguento nem andes com o colérico,
    25 Para que não aprendas as suas veredas, e tomes um laço para a tua alma.
    26 Não estejas entre os que se comprometem, e entre os que ficam por fiadores de dívidas,
    27 Pois se não tens com que pagar, deixarias que te tirassem até a tua cama de debaixo de ti?
    28 Não removas os antigos limites que teus pais fizeram.
    29 Viste o homem diligente na sua obra? Perante reis será posto; não permanecerá entre os de posição inferior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>