Corte na veia

De Ricardo Boechat, na IstoÉ:

O TCU e o MPF avaliam a insistência do ministro da Saúde, Ricardo Barros, em incluir o Tecpar (laboratório oficial do Paraná) num projeto de R$ 600 milhões por ano, para a produção de Fator IX recombinante no país. De início, quis construir uma fábrica de hemoderivados em Maringá, na sua Paraná, em parceria com a Octopharma.

Como isso, tornaria a Hemobrás uma estatal fantasma, a bancada de políticos e ministros pernambucanos caiu de pau. Agora voltou a carga para colocar a Tecpar sócia da Hemobrás no negócio, apesar da experiência do laboratório na área se resumir a uma vacina antirrábica para animais. Em tempo: na Lei Orçamentária de 2018, o Ministério da Saúde destinou zero (isso mesmo) para investimentos na Hemobrás.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Corte na veia

  1. Gostaria de saber se a mulher do cunha, do marcelo e outros bandidos profissionais que Estão presos em Curitiba precisam passar por aquelas revistas de agachamento sobre um espelho como as mulheres dos bandidos amadores????

Deixe seu pitaco