Culpa da instituição

O Maringá Post noticia que o vereador Homero Marchese (PV), investigado por uma Comissão Processante por conta de três sérias denúncias, vai entregar hoje à tarde sua defesa.

Há também expectativa em torno da defesa em relação à indicação de um ex-assessor, condenado por improbidade administrativa, o que contraria lei municipal de 2013, a Lei Ficha Limpa Municipal.
Na sua defesa junto ao Ministério Público Estadual, que investiga esta denúncia, o vereador escreveu que, se houve culpa, foi da própria Câmara de Maringá. Se ele continua adotando a mesma linha é uma das interrogações de seus pares e até de funcionários do Legislativo.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

8 pitacos em “Culpa da instituição

  1. Zulivriguardi diz:

    Quem nomeia é o Presidente da Câmara, logo a ele deve ser atribuída a inobservãncia da Lei..

  2. No julgamento de Nuremberg, a principal tese de defesa dos nazistas foi “eu … não sabia…”. assim como, “eu… seguia as ordens do chefe…” e todos se diziam inocentes.

  3. O rapaz não consegue fiscalizar nem seu próprio gabinete e se diz fiscalizador do Município? triste!

  4. Nosferatu diz:

    Pode culpar os funcionários, o que é verdade, mas quando a informação chegou a ele o mínimo a ser feito seria exonerar, mas ao invés disso começou a arrumar treta com todo mundo!

  5. 1. O vereador indica assessor para ser nomeado;
    2. O setor responsável recebe a documentação e:
    2.1 Nomeia a pessoa, ou 2.1 não nomeia e informa ao vereador que o assessor não foi nomeado por estar em desconformidade com a lei.
    3. Pergunto: Qual o procedimento adotado pelo setor responsável com relação ao item 2?

Deixe seu pitaco