Administração seguirá todo rito legal para transferência da Palmali

O prefeito em exercício Edson Scabora destacou hoje, em reunião com representantes da Palmali Indústria de Alimentos e comissão de moradores do entorno da empresa, que a administração seguirá todo rito legal no processo de transferência da unidade de embutidos para Palmas, na região sul do estado.

“Caso a empresa (antes mesmo de se mudar) não tenha mais liminar para assegurar o direito de operar no município sem o licenciamento ambiental (obtida no ano passado e que termina em abril), a administração tomará medidas cabíveis o que pode cassar o alvará de localização e embargo da atividade”, afirmou.
As principais reclamações dos moradores dos jardins Novo Horizonte e Monções, localizados no entorno da indústria, são o mau cheiro, o barulho, a fumaça e a infestação de insetos provocados pelas atividades da unidade. A empresa prevê a mudança completa de dois anos ou até menos, depois de fazer tentativas de transferência em outras áreas do município e região.
A reunião contou também com a participação do procurador-geral do Município, Vítor José Borghi, dos secretários municipais Ederlei Alkamim (Meio Ambiente) e Danielli Sevulski (Planejamento e Urbanismo), do diretor-geral da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Miguel Fuentes, e do procurador municipal Rodolfo Vassoler da Silva. (PMM)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “Administração seguirá todo rito legal para transferência da Palmali

  1. O Frigorífico existe naquele local há mais de 50 anos, a cidade avançou sobre ele, e na hora de comprar e vender imóveis naquelas imediações ninguém avisou aos ilustres desavisados de que seriam vizinhos de uma indústria que lá estava instalada há tempos, só visaram o lucro com as vendas e porque não, com as compras também.
    Acontece o mesmo com aeroportos e casas de prostituição.
    A falta de planejamento urbano dá nisso!

  2. OLHOS DE LINCE diz:

    O que a prefeitura de Palmas do Sul, ofereceu de vantagem, para a empresa Palmali, não querer continuar em Maringá?,

  3. A VERDADE diz:

    La se vão mais 400 pais de familia desempregado, uma pena. Mas a burguesia continua mandando na cidade.

  4. As construtores foram de propósito para a região, garanto que na hora de promover os imóveis não disseram sobre a proximidade da empresa. Fizeram isso de propósito para forçar a empresa sair dali, sendo uma área bem valorizada hoje em dia. Se eu fosse a Palmali faria casas populares na região só pra quebrar as pernas de quem está esperando lucrar muito com grandes edifícios.

  5. Com certeza fizeram de propósito já de olho no grande espaço que a Palmali vai deixar para que eles façam mais prédios no local !

Deixe seu pitaco