Caminhada reflete pesquisa

Ontem, na calçada da avenida Brasil, em Maringá, os militantes pró-Ratinho Junior trombaram com os de Cida Borghetti, que estava na caminhada acompanhada do marido, Ricardo Barros.

As caminhadas refletiam as pesquisas divulgadas até agora: o número de pessoas propagandeando o candidato do PSD era muito maior que o que acompanhavam a candidata do PP. Acima, parte do pessoal que fez campanha para Ratinho e Ricardo Maia (Podemos).
Em Curitiba, Cida Borghetti caminhou na rua XV e encontrou-se com o emedebista João Arruda – e se deram efusivo abraço. Arruda, fica evidente a cada dia, está na campanha fazendo dupla com Cida para bater em Ratinho e tentar provocar o segundo turno. Este, se eventualmente ocorrer, será cenário para uma campanha de nível gramíneo.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “Caminhada reflete pesquisa

  1. Quem será que vai dar uma boquinha pra Cidona, sim pq vai perder a eleição mas vai querer uma secretaria……….

  2. Modus operandi do Ricardo Barros sendo copiado pelo Ulisses, cc da prefeitrua que nao apoiar o irmao ta fora. entao meu amigo não tem como não ter volume de campanha né?

  3. Tá cheio de viúva dos barros aí, tenente edson, luis da semusp, beleza joia, dorvalino e outras trancas que detonavam o Ulisses na época do pupim. OPORTUNISTAS. Não terão boquinha não. Serão devidamente usados na campanha e depois descartados como merecem.

  4. Cheio de cabos eleitorais, todos CCs na prefeitura,assim facil fazer campanha, o velho modo de fazer politica em maringá, chega do mesmos, por que PARA FAZER DIFERENTE, TEM QUE SER DIFERENTE, esse é copia da turma do RB.

Deixe seu pitaco