Indeferimento

Diversas entidades tiveram indeferida a continuidade do serviço de retransmissão de televisão (RTV) em tecnologia digital em 38 localidades do Paraná, de acordo com despacho publicado hoje no Diário Oficial da União, assinado pelo diretor do Departamento de Radiodifusão Comercial, Samir Amando Granja Nobre Maia.

Entre as entidades que não cumpriram exigências no prazo estabelecido ou por não terem recolhido taxa de publicação estão a Fundação Século Vinte e Um, SF Serviços de Comunicações, Nosso Lar Serviços de Radiodifusão, SM Comunicações, Rádio e Televisão Rotioner, Sistema de Comunicação Pantanal, Fundação Cândido Garcia, Fundação Walpecar (Waldevino Pereira de Carvalho) e Fundação Antônio Bárbara, de cidades como Maringá, Cianorte, Jandaia do Sul, Umuarama, Paranavaí e Umuarama.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Indeferimento

  1. Argemiro Longo diz:

    É engraçado como certas pessoas que criam fundações, institutos, etc., não se dão sequer ao trabalho de cumprirem a lei quando esta lhes diz sobre a obrigação de ‘meterem a mão no próprio bolso’. Mas adoram a lei que ampara a criação de fundações, institutos, enfim, esses ‘dispositivos’ que ‘barateiam’ a obrigação de impostos desses ‘fundacionistas’… Assim o Brasil não muda mesmo! Os MPs (deral e estaduais) precisam urgentemente auditar também esses institutos e fundações.

Deixe seu pitaco