Reinaldo Azevedo: Pacote proposto por ministro nem foi aprovado, mas já disse no Rio a que veio

De Reinaldo Azevedo:

O pacote de Sérgio Moro ainda nem foi aprovado, mas já produz seus primeiros cadáveres. Sim, é verdade! O presidente Jair Bolsonaro prometeu “direitos humanos para humanos direitos”. Wilson Witzel, o governador do Rio, anunciou o tiro “na cabecinha”. Estupidez e retórica brutalista.

Mas quem deu verniz à barbárie foi mesmo o novo ministro da Justiça, com seu particularíssimo entendimento do que venha a ser legitima defesa, excesso e ação preventiva. Durante mais de quatro anos — desde o início da Lava Jato —, chamei a atenção dos meus colegas de imprensa para a retórica ambígua de Moro em matéria de cumprimento de lei e para o viés autoritário do seu modo de fazer justiça. Alertei que havia ali algo vizinho, senão ele mesmo, de um projeto político. Arquei com as consequências da crítica — mormente porque todos sabem que não pertenço à igreja petista nem sou da esquerda. Faziam, então, uma pergunta surda: “Se esse cara escreveu e escreve o que se sabe sobre o PT, por que a crítica a Moro e à Lava Jato? Eles têm um lado bom: combatem a corrupção”. A minha resposta era e é óbvia: o ex-juiz, agora ministro, não está nem aí para a lei. Quando à questão política, bem… Acho que posso dispensar-me de explicitar o óbvio. O governo Witzel já entregou a sua primeira penca de carne preta, a mais barata do mercado. Vem muito mais por aí. Todos trazem a marca simbólica da “Lei Moro”, mesmo sem a aprovação do Congresso, que se pode dar como certa.
Leia mais.
(*) Neste post e em outros, a imagem de Moro está sobreposta à foto de autoria de Pilar Olivares, da Reuters. O sangue se espalha no chão da casa em que 14 pessoas foram mortas pela Polícia. Do modo como ministro quer o Código Penal, isso pode virar só uma rotina aborrecida

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

11 pitacos em “Reinaldo Azevedo: Pacote proposto por ministro nem foi aprovado, mas já disse no Rio a que veio

  1. Agora vai defender marginal???
    Só falto gritar ” LULA LIVRE “.
    Quem eras e em que ti tornasse…..
    Qual o ” custo ” dessa mudança?????

  2. Jorge Ceres diz:

    Me desculpe, mas o tal do Reinaldo Azevedo faz de conta que não entendeu o projeto…não é isso que o pacto de segurança diz.

    Ou seja, não há autorização para a polícia sair atirando a torto e a direito, sem responsabilização nos casos de excesso. O Moro deixou muito claro isso na apresentação. Bastar ler o projeto como ele está escrito e se verá assim. Mas quando se quer confundir as coisas qualquer argumento é argumento.

  3. Adilson Aparecido Galetti diz:

    Reinaldo, faz o seguinte, já que você se acha o rei da sabedoria e gosta tanto de fazer críticas, tome o posto de Sérgio e resolva o problema crônico da criminalidade distribuindo ramalhete de flores aos delinquentes. Cara, te admirava muito quando fazia “Os Pingos nos Isso”, porém confesso, está me decepcionando.

  4. Eu não sei em que Brasil alguns jornalistas” imprensa”; em especial este indivíduo Reinaldo Azevedo vivem.
    Então vamos esperar ser roubado , nossas filhas serem estrupada, nossos filhos usarem drogas, acredito que invertemos os valores da nossa sociedade, estamos doentes ou contaminados.

  5. Arruinaldo se acha muito entendido. O grande jurista das galaxias! Antes era ferrenho antipetista, depois que fou pego em relações promiscuas com a irmã de Aécio, passou a atacar pesado ( antes fazia brandamente) a Lava jato e Sérgio MORO. Brigou com a Joice depois que foi demitido da Jovem Pan e agora tem aquele programa idiota ” O é da coisa” . Nome tão ridículo quanto o apresentador.

  6. Renato Muller diz:

    A polícia é chamada por que tem mais de 20 delinquentes numa casa armados, e quando chega, e recebida a bala. No entendimento dos jornalistas e dos Direitos Humanos, a polícia tem de implorar para que os marginais se entreguem para serem presos.

  7. Queremos segurança, leis mais severas e não colônias de férias para preso, chega de inverter os papéis, nós pagamos a conta dos bandidos e não eles se retratam perante a sociedade?!. Quem quiser defender bandido deve sim comprar ramalhetes e ir no Rio de Janeiro acabar com o tráfico, afinal lá só tem “inocentes” que precisam de amor. Ora faça o favor, temos que apoiar o Moro e não ficar com hipocrisia barata que colocam nossas famílias e a sociedade produtiva e de bem em perigo.

  8. Vamos fazer o seguinte? parar de ler os artigos deste Jornalista que infelizmente é um comunista de primeira categoria. nada faz para ajudar o nosso país. acho que ele deveria morar em outro país. será que ele já foi roubado alguma vez? eu já fui roubado mais de 3.

  9. Parar de ler as críticas do Reinaldo porque?os fascistas estão se manifestando. O Brasil está á 42 dias sem governo.!!! Pede para aquele ministro de um lado só que o Reinaldo pode dar umas aulas.!!!

Deixe seu pitaco