Parada LGBT define tema e slogan

A oitava edição da Parada LGBT de Maringá acontecerá em 19 de maio deste ano.

A concentração, no Centro de Convivência Comunitária Renato Celidônio, será a partir das 12 horas. O tema este ano é “Fora Bolsonaro”, com o slogan: “Se fere nossa existência, seremos a resistência”.
A manifestação LGBT se consolidou em Maringá ao longo dos últimos anos, sem o registro de ocorrências que pudessem atrapalhar a festa.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “Parada LGBT define tema e slogan

  1. Clóvis Pontes diz:

    E isto é tema?. Na verdade temos uma sociedade toda destroçada voltada ao ódio. Falo em amplitude geral (apenas comento aqui por questão do tema acima).

  2. Se não deixaram ter carnaval, imagina a gritadeira que será poe parada LGBT… Má-ringá é a Reaçolândia…

  3. Direitos iguais, se fizermos uma parada Hetero será que vão ser preconceituosos e dizer que é ilegal, homofóbico, irracional, mimimimimi ????

  4. Médico revoltado diz:

    Isso mesmo no país em que mais se matam LGBTQ+ e o governo se omite e não faz nada, onde pessoas são tratadas como de segunda classe por sua opção sexual (aliás uma dúvida pq não gostam da opção sexual dos outros, alguém vai lá na hora participar do vamos ver?). Gritem e lutem pela causa o pressuposto que nos distingue dos animais irracionais é o penssamento e a possibilidade de fazer de outra forma o que antes estava errado. FORÇA, LUTA, RESISTÊNCIA.

    • O prolema não é a opção sexual diferente do tradicional, o problema é que eles querem esfregar na cara da sociedade que eles são diferentes, e que, por isso, o estado tem que dar preferência a eles.
      Daqui a pouco teremos quotas para LGBTQYZW e outras siglas que forem inventadas para definir estas categorias.
      Os héteros são maioria na nossa sociedade e as minorias querem impor aos demais suas ideologias!!! me poupem

    • Unicórnio diz:

      Médico revoltado concordo muito contigo, se assim gritando e se impondo a comunidade LGBTQ+ já e agredida, morta, menosprezada, excluída imagina se abaixassem a cabeça, tá certíssimo, façam uma parada de orgulho hetero quando matarem pessoas em razão de serem héteros, até lá respeitem a causa e se eduquem, a vida dos LGBTQ+ só depende do seu respeito. Amar ao próximo Jesus disse e não só ao que lhe convém!

Deixe seu pitaco