Reajuste da tarifa: nota da Copel

logocopelA propósito da postagem “O reajuste da tarifa de energia e a remuneração do capital especulativo”, a Copel enviou a seguinte nota: “A Copel participou do plano de redução de tarifa no ano passado, renovando sua concessão de transmissão de energia, por isso os paranaenses tiveram redução de 20% na tarifa em janeiro de 2013. Para isso, a Copel abriu mão de R$ 200 milhões de receita de transmissão e o Paraná perdeu R$ 450 milhões em ICMS. O contrato que a Copel não renovou é de uma usina pequena, de 260 megawatts, pouco significativo no parque de geração da empresa e no parque de geração nacional que estava sujeito à renovação pela MP 579. Se a Copel tivesse renovado o contrato dessa usina, o reajuste agora seria apenas 0,0036% menor, em vez de um reajuste de 24,86%, a Aneel receberia uma proposta de 24,8564%. O intenso uso de usinas térmicas, acionadas pelo Governo Federal, é que está causando grande aumento nas tarifas de luz em todo o Brasil. Companhia Paranaense de Energia”.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.