Comércio: exclusões no CAD/ICMS superam as inscrições

Nota

Em abril, 313 postos de trabalho foram fechados em Maringá, informa o Caged do Ministério do Trabalho. O número, pior saldo de empregos do ano, não é único.
Os quatro primeiros meses do ano também não foram bons para a área de comércio, a se julgar pelos números da Receita Estadual. O movimento de CAD/ICMS (Cadastro de Contribuintes do ICM) mostra que 787 empresas foram excluídas de janeiro a abril, na área jurisdicional da delegacia de Maringá.

As exclusões vêm sendo maiores que as inscrições (781 no período) e as reativações (325). Em março verificou-se o maior número de exclusões da inscrição estadual (252).
No ano passado, no mesmo período de quatro meses, foram verificadas 708 exclusões, 206 reativações e 1.482 inscrições. A partir de junho, porém, o número de exclusões aumentou e passou a superar o de inscrições; em junho foram 342 exclusões, maior número verificado no ano passado. De lá para cá, a tendência continuou; em abril as inscrições superaram as exclusões (198 contra 152).

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.