Presidente da Câmara eleito pelo voto popular?

Interessante a ideia de Paulo Vergueiro, desafiando Homero Marchese, Flávio Mantovani, Chico Caiana e Mário Hossokawa a, em vez que ficarem só nas articulações, pressões, provavelmente de Ricardo Barros e outros interesses, que abrissem a possibilidade de uma rápida consulta, para que pelo voto do povo, assim como acontece nas eleições de conselheiros tutelares (digo eu, Akino), fosse escolhido o presidente da Câmara de Vereadores.

Se isso não for possível, agora sugiro eu (Akino), que seja o mais votado, dentre eles, com o segundo mais, como vice, o terceiro, como segundo vice, secretário.
Devo reconhecer que a ídeia de Paulo Vergueiro, com quem já tive muitas divergências, que o tempo vai pouco a pouco se encarregando de apagar, é muito boa, embora com pouco tempo para ser posta em prática. A nossa é perfeitamente aplicável e justa. Não acham, Onivaldo Barris, Alex Chaves, Mariucci, Do Carmo, Bravin, Mário Verri?, só para citar alguns vereadores eleitos.
PS: Vergueiro, fará parte da equipe de Ulisses? Trabalhou muito.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.