Sanepar instala novas centrais elétricas na captação do Pirapó

MG1

Sanepar

A Companhia de Saneamento do Paraná vai realizar a instalação das novas centrais elétricas na unidade de captação do rio Pirapó, em Maringá.
As obras, que estão em andamento, são fundamentais para garantir o funcionamento da captação em caso de novas enchentes no rio Pirapó.

Para a realização da obra, a Sanepar vai interromper, na próxima segunda-feira, a partir das 14 horas, o abastecimento para 80% da população de Maringá. Só não serão afetados os bairros localizados na região do Cidade Alta, abastecidos por meio de poço tubular profundo.
O fornecimento de água será retomado, gradativamente, no período da noite. A normalização total do sistema deverá ocorrer durante a madrugada de terça-feira. Em caso de mal tempo os serviços serão transferidos para terça-feira (16), sendo mantidos os mesmos horários de interrupção e retomada do abastecimento.
O gerente-geral da Região Noroeste, Sergio Veroneze, explicou que para a realização dos serviços a empresa terá que interromper o fornecimento de energia, gerando a paralisação dos conjuntos motobombas que captam a água para tratamento na estação do Jardim Alvorada. “Por uma questão de segurança os trabalhos não podem ser executados com a rede de alta tensão energizada”, disse.

MG1

BENEFÍCIOS
Nesta etapa a Sanepar está investindo cerca R$ 4,6 milhões na implantação de dois eletrocentros elevados, que vão garantir o funcionamento de todo o sistema de bombeamento das duas elevatórias existentes no local, mesmo em caso de elevação do nível do rio.
A obra contempla, ainda, a automação de todo o sistema de captação com controle total pelo Centro de Controle Operacional, localizado no Jardim Alvorada, novos ramais alimentadores de energia, instalação de dois novos conjuntos motobombas anfíbios de 600 cavalos e quatro conjuntos motobombas anfíbios de 125 cv,entre outras melhorias. Todos os equipamentos que serão instalados já foram adquiridos pela empresa.
Os trabalhos devem ser concluídos até o final de agosto. Segundo Veroneze o total de investimentos realizados pela Companhia em obras, aquisição de equipamentos e em várias ações preventivas, desde a inundação da captação, deve ultrapassar R$ 27 milhões.

MG1

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.