Ar-condicionado caro

Do Informe Folha, da Folha de Londrina:

Impugnação – O Observatório de Gestão Pública de Londrina (OGPL)pediu impugnação do edital de licitação de Pregão Eletrônico nº 0133/2018, da Universidade Estadual de Londrina, com valor máximo de R$ 3.350.750,00, para a compra de “Aparelhos de Ar-Condicionado Split Inverter, com garantia, assistência técnica, instalações e funcionamento”. O ofício foi protocolado na UEL.

Irregularidades – O pedido se baseia em uma série de irregularidades apontadas pelo OGPL. Entre elas estão o sobrepreço dos equipamentos e a falta de orçamento que justifique o valor estimado no edital. A licitação prevê a compra de 455 aparelhos condicionadores de ar Split Inverter High Wall e Split Inverter Piso Teto, de diversas potências e preços, para atender demanda da Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual de Ponta Grossa e a Universidade Estadual do Centro-Oeste. A UEL é o órgão gerenciador da licitação e as demais instituições são participantes.

Mais de R$ 1 milhão – O valor total para a compra dos 455 equipamentos, pelo edital, é de R$ 3.350.750,00 e pela pesquisa de mercado realizada pelo órgão, considerando o maior valor encontrado, ficaria em R$ 2.133.145,00. A economia seria de mais de R$ 1 milhão. No ofício, o Observatório solicita que seja realizada uma nova pesquisa de mercado, sejam juntados os orçamentos que embasaram o valor previsto no edital, assim como a justificativa da necessidade de aquisição dos equipamentos. Pede também que o objeto da licitação seja dividido em produtos e serviços para estimular a concorrência de mercado.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.