Delator diz que Cida agradeceu por mesada de R$ 15 mil ao irmão dela

No depoimento prestado à Justiça Estadual na semana passada, o principal delator da Operação Quadro Negro, Eduardo Lopes de Souza, voltou a citar os repasses mensais de R$ 15 mil que fez a Juliano Borghetti, irmão da governadora Cida Borghetti (PP).

O delator contou ter sido procurado por Juliano Borghetti no começo de 2015 com a proposta de que nomeasse o próprio filho para um cargo na vice-governadoria, então comandada por Cida. Pela proposta de Juliano, o filho do delator receberia o salário sem trabalhar e, em contrapartida, o dono da construtora pagaria R$ 15 mil mensais ao irmão da hoje governadora, que não podia ser nomeado na estrutura do estado por ter se envolvido em uma briga de torcida, em 2013. A informação é de João Frey, a Gazeta do Povo. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.