A corrupção e o futebol

De Josias de Souza:

A corrupção funciona mais ou menos como o futebol. O sujeito pode ser um craque da roubalheira. Mas não marca gol sozinho.

Há toda uma estrutura por trás: o clube (ou o governo), o time em campo (ou o partido), o técnico (ou o presidente República)… Nos últimos anos, o que se viu foi todo mundo preparando a jogada para que o gol (ou o assalto) acontecesse.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.