Controle que atesta o crime

De Sir Carvalho, da ONG Vigilantes da Gestão:

Hoje, Dia Internacional de Combate à Corrupção. Vejo gente pegando carona no trabalho da Lava Jato, fazendo vídeo, discurso fácil, vendendo imagem de combatente, incorrem na mesma prática dos políticos safados – programas e projetos de araque.

Nos últimos anos, criaram ONGs, elaboraram discursos, assinaram acordos, tiraram fotos, mas concretamente nada fizeram.
O mecanismo com seus tentáculos domina o homem comum, engessa ações, ludibria o povo. Usa o mote da vez, estrutura ONGs de combate à Corrupção e dão verdadeiros atestados a prefeitos desonestos.
Quando chego à cidade, investigando crimes, lá vem o pregoeiro, o secretário, o prefeito dizendo: – Olha, aqui temos a ONG que acompanha tudo!
Peço o processo e pimba! Lá está o crime!
Então, a sociedade precisa repensar está relação promíscua de certas ONGs de controle, que não controlam, atestam o crime, balizam erros.
Neste dia, alerto: Cuidado com os falsos profetas! Principalmente aqueles que, em nome de Deus, representam o capeta!

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Controle que atesta o crime

Deixe seu pitaco