O que rola nos bastidores

A linha oposicionista de Marcos Adriano Ferreira Fruet, o Soldado Fruet, deputado estadual eleito pelo Pros em Foz do Iguaçu, não surpreendeu observadores da cena política estadual.

Primeiro, há o fato de que o principal financiador de sua campanha foi o diretório estadual do PP de Ricardo Barros, que declarou ter custeado R$ 100 mil dos R$ 138.867,30 que ele recebeu de doações eleitorais.
O que pegou mesmo, a prevalecer a conversa nos bastidores da Assembleia Legislativa, é que Soldado Fruet, ao participar de uma reunião no Palácio Iguaçu, ao lado de outros parlamentares, para tratar de assuntos internos da posição da bancada do governo, teria gravado a conversa.
O fato teria chateado o entorno político do governador Ratinho Junior – e, consta, inclusive o próprio. A partir deste fato o deputado do Pros – colega do maringaense Homero Marchese e do londrinense Boca Aberta Junior – teria caído em desgraça junto ao governo e, agora, passado a assumir uma postura oposicionista.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.