Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Charge

  1. Não esta errado não! Se pensarmos no que acontece numa faculdade publica, basta seguir para a UEM no turno da manha. Carros tops ocupam todos os estacionamentos, grifes caras desfilam por todo o campus. O pobre estuda na faculdade particular, que não pode se preparar a contento para disputar uma vaga. Va a noite numa faculdade particular e veja os alunos, que muitos ralam de dia para pagar seu curso a noite.

    A segunda questao, sobre cortar certos cursos de humanas. Tem centenas de postgens na NET, e isso e publico e notorio, que o pessoal de humanas, sao problematicos em disciplina e educacao. E veadagens e drogas rolando solto. Claro que ha excessoes. Nao estudam e atrapalham quem quer estudar. E vamos pensar! O que traz de retorno um veado que fica fica 8 anos para fazer um curso de filosofia, e vive entupido de maconha, etc. Grupos pelados fazendo sexo e comendo coco, os coprofilos. Ate isso tem nas humanas. Reitero- ha excessoes! Retorno e a palavra chave.
    Investir nos primeiros anos e mais importante e necessario – Gente- Pensem bem! Nao ha lugar para os 300 engenheiros Civil. que Maringa solta por ano. E vamos somar o Parana, Brasil. Faltam eletricistas, operadores de maquinas, etc. Sinceramente, muito a pensar nisso.

Deixe seu pitaco