Os estudantes vão às ruas

Em Maringá, as manifestações no dia de luta em defesa da educação pública de qualidade e contra os cortes no setor começaram às 9h, com concentração no Ginásio Chico Neto.

Liderada pelo movimento estudantil, a passeata passou por colégios da área central, como o Gastão Vidigal, convidando mais alunos a trocarem as salas de aula pelas ruas neste dia de luta.
O ato foi organizado pela União Maringaense dos Estudantes Secundaristas, como apoio do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Estadual de Maringá, de movimentos sociais e de entidades representativas como a APP-Sindicato e o Sinteemar. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Os estudantes vão às ruas

  1. uma vergonha os professores levarem seus alunos em protestos como esses, muitos que lá estavam nem sabiam o que estava acontecendo, LAMENTAVEL!!!! não estou generalizando os professores, mais tem muitos, principalmente na UEM que são ligados a essa desgraça chamada PT, já tivemos cortes piores na educação, saúde, transportes, etc…etc…, e ficaram quietos, POVO MARCADO, POVO FELIZ, VIDA DE GADO.

Deixe seu pitaco