Ipplam vai à SRM

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá segue apresentando projetos para segmentos representados da sociedade organizada. Agora foi a vez da Sociedade Rural de Maringá, cujos diretores e associados conheceram o Plano Diretor e os projetos do Eixo Monumental, o Meu Campinho e a reforma das praças e avenidas.

O Eixo Monumental foi apresentado pelo presidente do Ipplam, Edson Cardoso, e a diretora do instituto, Fernanda Maróstica, como obra que envolve área de 169 mil m² e alcança quase 2 km de extensão, entre a catedral Nossa Senhora da Glória e a Vila Olímpica. O Investimento previsto é de R$ 50 milhões. Licitação deve ser realizada até final do ano.
Execução será dividida em sete etapas: praça da Catedral, praça Renato Celidônio, avenida Getúlio Vargas, praça Raposo Tavares, Novo Centro, travessa Jorge Amado e Vila Olímpica. Praça Raposo Tavares, em função do terminal urbano, deve ser a primeira obra. O projeto valoriza pessoas, natureza, lazer e mobilidade, o que inclui via para Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e ciclovia.
Edson Cardoso detalhou o Plano Diretor, lembrando sobre sua revisão a cada 10 anos, conforme determina o Estatuto das Cidades. O plano define diretrizes para a ocupação do espaço urbano de forma sustentável e planejada. O novo plano deve ser concluído no começo de 2020. A formatação do plano também tem sido amplamente debatido com a sociedade.
Os projetos da reforma das praças estão prontos e em fase de licitação. Entre as praças estão a Farroupilha, Emiliano Perneta (da igreja São José), Rocha Pombo, de Todos os Santos, Divino Espírito Santo, Salgado Filho, José Bonifácio, Souza Naves, Napoleão Moreira da Silva e outras quatro ainda em fase de projeto. Já o Meu Campinho são 19 unidades esse ano e mais 11 em 2020 somando 30 centros de lazer nos bairros. (PMM)

(Andye Iore/PMM)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.