Centro de Biologia Industrial depende de avaliação do governo federal

Em nota divulgada esta manhã, o Instituto de Tecnologia do Paraná o Centro de Biotecnologia Industrial em Maringá informam que o CBI será estruturado somente depois da avaliação pelo Ministério da Saúde, que suspendeu todas a Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP), anunciado em março do ano passado. Confira a nota:

“O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) informa que o desenvolvimento de seu Centro de Biotecnologia Industrial em Maringá [Centro de Desenvolvimento e Produção de Medicamentos Biológicos] é estratégico tanto para o Tecpar quanto para o Governo do Estado e está em linha com a orientação do governador Carlos Massa Ratinho Junior, de regionalizar investimentos, para levar empresas, emprego e renda para o interior do Paraná, bem como desenvolver talentos com perfil tecnológico.
Em julho deste ano, o Ministério da Saúde suspendeu os projetos de Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDP), com a finalidade de reestruturar o cronograma de ações e atividades, e solicitou aos laboratórios públicos, dentre eles o Tecpar, um Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE) de cada um dos projetos.
A análise do EVTE do Tecpar, que está em fase de conclusão, será realizada pelo Ministério da Saúde, por meio do Comitê Deliberativo e da Comissão Técnica de Avaliação, que foram compostos recentemente, quando, em 3 de setembro de 2019, o Governo Federal editou o Decreto 10.001/19, publicado em Diário Oficial.
Por meio desses órgãos, o Ministério da Saúde avaliará a continuidade ou extinção dos projetos de PDP suspensos em julho.
A avaliação pelo Ministério da Saúde é etapa fundamental para que o Tecpar, com o apoio do Governo do Estado, estruture o Centro de Biotecnologia Industrial em Maringá, para desenvolver e produzir medicamentos biológicos e para incorporar tecnologias e medicamentos de interesse estratégico do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.