Vereadores não votam projeto de Vladão

O contrato de mais R$ 200 mil entre a Prefeitura de Paiçandu e a empresa Ambiental Sul Brasil, de Sarandi, que foi assinado e está em vigor desde a semana passada, para o depósito de lixo paiçanduense na cidade vizinha, ainda não tem garantias reais de que será pago. Ontem, informa Leandro Ricardi, os vereadores de Paiçandu derrubaram o pedido de urgência urgentíssima para votação do projeto que reservava R$ 750 mil do orçamento deste ano do município para a questão do lixo; se aprovado, o projeto regularizaria o contrato, feito sem previsão orçamentária, o que é irregular.
O prefeito Vladão (PMDB) vai ter que aguardar mais uma semana – se o MP não se interessar pelo caso.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.