Por unanimidade, TSE rejeita recurso contra prefeito eleito de Santa Fé

Por unanimidade, o TSE desproveu agora à noite o agravo regimental movido pela coligação “Um futuro melhor para todos (PP/PDT/PT/PMDB/PR/PSDC) contra o prefeito eleito de Santa Fé, micro-região de Maringá, Edson Palotta Netto (PSDB). A coligação apoiada pelo atual prefeito de Santa Fé, Fernando Brambilla (PMDB), buscava impugnar a candidatura de Palotta (foto) alegando descumprimento do prazo de desincompatibilização. O relator, ministro Henrique Neves, considerou que a desincompatibilizaççao deu-se dentro do prazo legal (três meses). Votaram com o relator a ministra Luciana Lóssio e os ministros Dias Toffoli, Nancy Andrighi, Laurita Vaz e Cármen Lúcia (presidente). Ausente o ministro Marco Aurélio.
Por falar em Santa Fé, a transição não acontece por lá por conta do clima nada bom criado pelo prefeito Brambilla. O blog ficou sabendo que ele tem feito de tudo para atrapalhar a vida do prefeito eleito, inclusive chamando concursados, o que pode resultar em problemas na folha de pagamento.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.