A isonomia do PP

O veto do prefeito Carlos Roberto Pupin ao projeto dos vereadores de Maringá (todos), que resolvia a questão dos valores do IPTU lançado sobre terrenos do Jardim Oriental (Construtora Santa Alice), pode ser o início de uma grande encrenca. O blog ficou sabendo que o processo pode resultar em ação de improbidade administrativa, baseada justamente na justificativa dada por ele na mensagem enviada ao Legislativo (aqui).  Pupin alega que o princípio da isonomia foi ferido com o projeto dos vereadores. Trocando em miúdos, isso significa que ele deverá, obrigatoriamente, sob risco de responder por improbidade, fazer com que todos os imóveis da cidade tenham o mesmo tratamento dado aos do Oriental, que tiveram em média valor de R$ 2,5 mil, mesmo sem ter energia elétrica. Um exemplo: no Jardim Paris, o metro quadrado teve valor real de R$ 240,00, lançando-se cobrança de R$ 51,53; no Oriental, o valor real lançado foi de R$ 380,00, com cobrança de R$ 152,67. Aplicando-se o princípio da isonomia que ele defendeu…