MP apura denúncias envolvendo UEM

Entre os inquéritos civis abertos recentemente pelo promotor José Aparecido da Cruz, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, está um que apura eventuais irregularidades no estabelecimento de convênios entre a UEM e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Científico de Maringá, de 2006 a 2013. O MP apura ainda denúncias de irregularidades em concurso público realizado pela Universidade Estadual de Maringá para professor do
Departamento de Direito Privado; no estabelecimento de convênios entre a UEM e o Instituto de Pós-Graduação em Odontologia, entre a instituição e o Instituto de Pesquisa e Estudos Sócio-Econômicos (Ipese) de 2008 a 2013, entre a UEM   e o  Instituto de Tecnologia Agropecuária de Maringá , de 2005 a 2013, e entre a UEM e o Instituto de Tecnologia e Ciência Ambiental, de 2001 a 2013, além de um inquérito civil, instaurado no último dia 20, que investiga irregularidades em concurso público para provimento do cargo de professor titular do Departamento de Arquitetura e Urbanismo.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.