Morre irmã Maria Callista

irma calista
A Arquidiocese de Maringá comunicou nesta manhã o falecimento da irmã Maria Callista, 89, da Congregação das Irmãs Missionárias do Santo Nome de Maria. Irmã Maria Callista morreu na noite de ontem, vítima de infarto. Ela estava internada na UTI da Santa Casa com pneumonia. A religiosa ficou muito conhecida em Maringá por causa do trabalho como enfermeira na Santa Casa. Ela trabalhou na maternidade do hospital durante 50 anos. O corpo está sendo velado na Chácara Rainha da Paz – rua Distrito Federal 1089. A missa de corpo presente será hoje às 16h e em seguida será realizado o sepultamento. Ela foi uma das seis primeiras irmãs da Congregação das Irmãs Missionárias do Santo Nome de Maria a chegar ao Brasil; a congregação  foi fundada em 25 de março de 1920 por dom Wilhelm Berning, bispo de Osnabrück, Alemanha. Dom Wilhelm, diante da difícil situação social e religiosa que se seguiu à Primeira Guerra Mundial, sentia a necessidade da presença de irmãs em sua diocese para auxiliar nas pastorais, dedicar-se às crianças, aos doentes e aos que se encontravam em perigo. Desde a fundação da Congregação, as irmãs recebiam formação que as capacitava a ir evangelizar em países estrangeiros, cuidar das pessoas e do povo que estavam distantes de sua terra e não recebiam assistência de ninguém (Diáspora). As primeiras irmãs a chegar ao Brasil começaram a enfrentar seus desafios a partir do embarque na Alemanha, pois viajaram sem a madre superiora e nenhum padre pôde acompanhá-las. Eram as irmãs: Maria Conradine, Maria Conrada, Maria Antonella, Maria Stúrmia, Maria Callista e Maria Adelheid Ginten.