No Bertioga, deputado expõe seu trabalho e ouve: ‘estamos abandonados’

Evandro Junior
“Estamos abandonados”, repetiram diversas vezes moradores do Jardim Bertioga durante mais uma reunião do projeto Cidadania Participativa, realizado pelo deputado estadual Evandro Junior no salão comunitário do bairro na noite de ontem. A indignação se justifica pela falta de equipamentos básicos ligados ao lazer, segurança, saúde e transporte. Cerca de 50 pessoas ouviram o deputado expor suas atividades legislativas, destacando a evolução do Estado nas áreas de segurança, educação, saúde e infraestrutura. Evandro Junior destacou os investimentos no aumento do efetivo policial e na aquisição de novas viaturas, a liberação de recursos para hospitais e a duplicação de rodovias, entre elas a PR-323.

Na educação, o deputado citou investimento de R$ 500 milhões na reforma, ampliação e construção de novos colégios estaduais, acrescentando que no âmbito regional está em curso um amplo programa de restauração da infraestrutura escolar. “Estamos particularmente empenhados nesse processo”, disse o deputado.
Levantamento feito pela assessoria do deputado junto a professores e diretores das escolas estaduais sob jurisdição do Núcleo Regional de Educação (NRE), em ênfase em Maringá, constatou a necessidade de cada estabelecimento de ensino. O documento foi enviado ao secretário de Educação, Flávio Arns, e ao governador Beto Richa.
Pelo menos duas dezenas de colégios estaduais já receberam algum tipo de intervenção em sua infraestrutura. “Mas ainda há muito por fazer para garantir mais segurança e conforto para estudantes e professores”, afirma o deputado, que defende a construção de duas novas escolas estaduais em Maringá.
Para apressar o trâmite de projetos de reformas nas escolas, o deputado discute com a UEM a celebração de convênio para que estudantes de Engenharia Civil e Arquitetura possam assessorar o NRE em regime de estágio. O convênio, já formatado, está em fase de análise pela reitoria e chefias de departamentos.
Após síntese do seu trabalho na Assembleia Legislativa e explanação sobre os investimentos do governo estadual, o deputado lembrou que estava ali também para ouvir. “Essa iniciativa, de falar diretamente com o cidadão, cumpre a missão de estabelecer diálogo importante na defesa dos interesses da comunidade”, disse o deputado. A presidente da associação comunitária, Márcia Motta, elencou um conjunto de reivindicações que não avançam junto às instituições públicas municipais, entre elas a necessidade de uma área de lazer, com Academia da Terceira Idade e quadra poliesportiva, intervenção urgente no trecho do Contorno Sul que corta o bairro e mais segurança.
A necessidade de reforma da pavimentação, melhoria no recolhimento do lixo, construção de calçadas e inversão no sentido de ruas para dar mais fluidez ao tráfego também foram citados pelos moradores como necessidades que justificam atenção imediata da prefeitura. Moradores enfatizaram o descumprimento de promessas.
Ainda que o conjunto de reclamações relatado pelos moradores exija solução imediata, o Contorno Sul se impõe como um dos problemas mais graves do bairro. A insegurança na transposição da via, por falta de passarela, tráfego intenso e alta velocidade compõem um cenário perigoso, de acidentes e mortes.
O deputado propôs uma ampla mobilização dos moradores, inclusive com abaixo assinado, para apressar intervenções para garantir mais segurança no trecho. Evandro Junior se comprometeu em encaminhar as reivindicações dos moradores, enfatizando que se tratam da esfera municipal e não estadual.
“Temos um compromisso com a melhoria da qualidade de vida do cidadão, mas é importante deixar claro aqui que não temos como interferir diretamente na solução de alguns problemas de competência do poder público municipal. Mas nos comprometemos em fazer os encaminhamentos junto a prefeitos e secretários e cobrar soluções”, disse.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.