Green Diamond: MP pede audiência pública também em Maringá

O Ministério Público do Estado encaminhou, na última terça-feira, requerimento ao presidente do Instituto Ambiental do Paraná, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, requerendo a realização de uma audiência pública do empreendimento Green Diamond Residence em Maringá. O promotor Maurício Kalache, atendendo representação, alega que o empreendimento, que prevê 2.509 lotes em área da antiga zona rural de Marialva e uma população esperada em 12.540 habitantes – maior que 21 das 30 cidades que integram a Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense -, terá forte impacto urbanístico sobre Maringá, cuja comunidade precisa conhecer e debater todas as informações sobre ele, porquanto situado na divisa entre as duas cidades. Quando o requerimento foi redigido estava programada a audiência para Marialva, na sede da Fazenda São Paulo (ontem à noite), que acabou suspensa diante da dificuldade de acessibilidade. A discussão do loteamento – cujas obras estão embargadas desde novembro do ano passado, e por enquanto sem autorização legal – se dá por conta de que ele demandará obras e serviços públicos do município de Maringá, área de influência direta do empreendimento.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.