Divisão de salários entre vereadores e assessores???

De Rodini Netto:
bannermeandrosA situação é hipotética, os cargos são, em tese, inexistentes, e a cidade é fictícia, não devendo constar no mapa de nenhum estado brasileiro.Na cidade de Quadrado Amarelo Azul e Branco, existe uma Câmara Municipal… lá, é verdade, existe um quadro de funcionários concursado… são aqueles servidores públicos que estudaram e prestaram um concurso e foram aprovados para os cargos em que estão nomeados. Mas lá, em Quadrado Amarelo Azul e Branco, tem também uns cargos que são comissionados… são os chamados cargos em comissão, que são apelidados de “cargos de confiança” e são, em tese, destinados a pessoas que possuem competência para tal, e estão ali para prestar serviços de assessoria técnica nas mais diversas áreas… Quadrado Amarelo Azul e Branco tem também os seus vereadores… eles foram eleitos, democraticamente, pelos cidadãos… estão lá legalmente… e assim como em tantos outros milhares e milhares de municípios, Quadrado Amarelo Azul e Branco tem os assessores dos vereadores que, normalmente, são aqueles que ajudaram o vereador a ser eleito

. Em alguns municípios, os assessores de gabinete são em número de três, em alguns outros, cinco… e assim vai… tem municípios que só tem um para todos os vereadores, assim como tem municípios onde há um para cada vereador… no caso de Quadrado Amarelo Azul e Branco, são três assessores por vereador.
Há um boato correndo pelas ruas de Quadrado Amarelo e Branco… lá na cidade, dizem os munícipes, os diretores nomeados pela mesa executiva e os assessores dos vereadores, em sua maioria (grande maioria), não recebem os salários integralmente. Alguns deles repassam parte do que ganham para o vereador ou para o chefe de gabinete do vereador. Dizem, os “quadradoamareloazulbranquenses”, que os assessores dos gabinetes, que ganham cerca de 2871,18 moedas, estariam ficando com apenas 871,11 moedas e repassando 2000,07 moedas para o vereador. Quando entraram nos gabinetes, estes assessores, já teriam entrado sabendo que a divisão era essa. Uns vereadores justificariam que é o que determina o estatuto ou o regimento interno do partido, porque os cargos seriam do partido… outros, justificam que só dividindo esses salários, podem manter os demais cabos eleitorais (por fora), recebendo e mantendo a sua turma toda “envolvida” no mandato. E isso, segundo os moradores de Quadrado Amarelo Azul e Branco, aconteceria com todos os assessores dos vereadores. Outros ainda repassariam parte destes valores para manter seus filhos ou afilhados por perto.
Já com os chefes de gabinete dos vereadores “quadradoamareloazulbranquenses”, a forma da divisão seria diferente. Afinal, são “chefes”, né? E então. Neste caso, seria assim: os chefes de gabinete que ganham aproximadamente 5678,23 moedas, ficariam com 1677,20 moedas e repassariam para o vereador o valor de 4001,03 moedas. Só que, neste caso, os repasses seriam de forma diferente. Os “chefes”, são os que usam o dinheiro para pagar o combustível do vereador e dos carros dos assessores quando estes precisam “fazer a correria”, ou ainda, para comprar algum medicamento, gás, luz, pagar uma passagem de ônibus, entre outras coisas…. estas 4001,03 moedas seriam para as “despesas de gabinete”.
Com os diretores nomeados por indicação dos vereadores, a coisa seria um pouquinho diferente… afinal, estes diretores ganhariam cerca de 7123,98 moedas e ficariam com 2123,98 moedas. Estes, utilizariam do expediente de fazer empréstimos em bancos e associações, onde comprometeriam 30% de seus ganhos (2137,19 moedas), e repassariam o restante, 2862,81 moedas, além dos valores obtidos pelo empréstimo, ao vereador que ganha algo em torno de 12045,34 moedas por mês e ficaria com o seu dinheiro limpinho nas mãos.
O problema é que os comentários dos “quadradoamareloazulbranquenses” é tão grande, na cidade, que as coisas estão fugindo de controle e os respeitáveis membros da Procuradoria da República do Reino do Quadrado Amarelo Azul e Branco estão começando a fazer buscas e investigações que podem por os infratores na cadeia…
Dizem, os munícipes, que o mesmo aconteceria na esfera da província regional e na sede do reino de Quadrado Amarelo Azul e Branco, mas só com aqueles que são de cargos de confiança, assim como em sua cidade.
Mas, como esta é uma situação hipotética e uma história fictícia, resta-nos saber se há algum outro lugar na vida real onde este cenário acontece… será?
_______________
(*) Rodini Netto, 43, jornalista, editor do Blog Meandros da Política. www.meandrosdapolitica.com.br

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.