Feabam cheia dos trocos

outdoor
Se tem uma entidade que está com os cofres cheios em Maringá é a tal Federação das Associações de Moradores de Bairro (Feabam), ligada à família Barros, embora boa parte de seus integrantes recebam dinheiro público. Os outdoors cobrando o governador Beto Richa (PSDB) a destinar R$ 750 mil mensais para o transporte coletivo de Maringá, tomaram conta da cidade. São dezenas, espalhados por toda a parte. A ideia é passar ao usuário do transporte coletivo que a tarifa subiu por culpa exclusiva do governador do estado.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

7 pitacos em “Feabam cheia dos trocos

  1. Quero saber pra quê a FEABAM precisa de dinheiro, pois nenhum presidente de bairro tem salario.Nunca teve e jamais terá.

  2. Bebeb da zona diz:

    Nós podemos dizer que esse fato é uma desculpa para o prefeito e o grupo (RB) poder apoiar o PT, sem culpa…. querem colocar a culpa no governador pelo aumento da passagem, porém a incompetência deles está escancarada….o maringaense não vai cair nessa…o governador Beto Richa terá uma enorme votação aqui em Maringá….pra frente Governador ….

  3. BOTELHO PINTO diz:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk dinheiro? essa FEABAN é uma arapuca, não existe, uma entidade completamente irregular, não tem credibilidade, não tem presidente, só tem lá dentro alguns paus mandado. É só levantar a nf destes outdoor e verificar de onde saiu os recursos, se lá não existe nem a entidade quagnto mais o recurso.

  4. a Feabam e a prefeitura devem fazer agora um outdoor dizendo: MARINGÁ SÓ TEM DINHEIRO PARA VOLEIBOL, TRANSPORTE NÃO!

  5. O Gelatina, Leitão Vesgo, ou como quiser chamá-lo, ficou mamando no governo do estado por 4 anos e agora quer jogar a população contra esse governo. O que mais enoja é saber que ainda tem gente que vai votar nele e na sua laia.

  6. O cara que se diz presidente da Feabam tem ficar em cima mesmo alem dele tambem tem sua filha todos na teta mae que aq prefeitura e tente atravesar o mesmo tentando visitar presidente de bairros em dois minutos o cara ja aparece ,sem dizer que todos presidentes de bairros sempre recebem algum tipo de brinde em finais de ano levado pelo casal vinte mais o presidente da Feabam.

  7. Transporte coletivo subiu porque em Maringá não existe o CMT (Conselho Municipal de Transportes), tirado da Constituição Municipal quando Ricardo Barros era o prefeito. Lembra disso, Joel Coimbra? Ainda mais que a “licitação” do transporte em Maringá foi uma vergonha premeditada, não foi seu Sílvio?

Deixe seu pitaco