Osnildo é transferido após criticar estrutura da delegacia de Arapongas

Osnildo Carneiro LemosEm abril passado, o delegado Osnildo Carneiro Lemes, que depois que deixou a chefia da SDP de Maringá assumiu a delegacia da Polícia Civil de Arapongas, deu um ultimato à administração Beto Richa: ou o governo do estado melhorava a estrutura de sua delegacia ou ele deixará o cargo, que ocupava havia onze meses. Ele já havia declarado que Arapongas possui a pior delegacia e o pior efetivo policial do estado e reclamava a necessidade de 35 investigadores (hoje são cinco) e quatro delegados. Hoje a Folha de Londrina traz a dispensa do delegado, por causa das declarações. “Considerando que o referido servidor declarou à imprensa local que estaria insatisfeito com a infraestrutura da unidade e caso não fosse atendido iria embora”, afirma a portaria de dispensa publicada ontem no Diário Oficial do Estado. Atualmente, a carceragem de Arapongas, com capacidade para 38 presos, abriga 206 detentos. “A situação é caótica e eu não posso esconder isso da população. É uma questão de princípio”, afirmou o delegado em entrevista ao portal Bonde. A comunidade e autoridades araponguenses apoiam a permanência de Lemes na função. “Vou para a DPI e depois devo aguardar uma nova designação”, disse ele.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.