Isso ainda pode dar muita dor de cabeça…

A feira de aviação, que acontecia em cidades do interior paulista, veio para Maringá por iniciativa do prefeito de fato da cidade, Ricardo Barros (PP). O plantonista encampou e os vereadores da base aliada aprovaram o presente milionário aos organizadores; para tentar dar uma sustentação ao repasse, passou-se a veicular que a cidade seria pólo aeronáutico. O custo do evento, computados todas as obras, serviços e licitações realizadas podem ter superado os R$ 3 milhões com facilidade. Na reunião de hoje no Observatório Social o Executivo baixou em peso: estavam lá os secretários Rene Pereira da Costa, Fernando Camargo (ex-Semop, atendendo atualmente na SBMG), Luiz Carlos Manzato e Mário Hossokawa, além de vários assessores.
Após a apresentação do que se vislumbra ser uma bela naba para a atual administração de Maringá, o procurador geral Luiz Carlos Manzato disse que em 15 dias a prefeitura encaminhará as devidas explicações. Seguiu-se então uma debandada: todos os representantes de Pupin, à exceção de Hossokawa, saíram um atrás do outro, abandonando a reunião.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.