Isso ainda pode dar muita dor de cabeça…

A feira de aviação, que acontecia em cidades do interior paulista, veio para Maringá por iniciativa do prefeito de fato da cidade, Ricardo Barros (PP). O plantonista encampou e os vereadores da base aliada aprovaram o presente milionário aos organizadores; para tentar dar uma sustentação ao repasse, passou-se a veicular que a cidade seria pólo aeronáutico. O custo do evento, computados todas as obras, serviços e licitações realizadas podem ter superado os R$ 3 milhões com facilidade. Na reunião de hoje no Observatório Social o Executivo baixou em peso: estavam lá os secretários Rene Pereira da Costa, Fernando Camargo (ex-Semop, atendendo atualmente na SBMG), Luiz Carlos Manzato e Mário Hossokawa, além de vários assessores.
Após a apresentação do que se vislumbra ser uma bela naba para a atual administração de Maringá, o procurador geral Luiz Carlos Manzato disse que em 15 dias a prefeitura encaminhará as devidas explicações. Seguiu-se então uma debandada: todos os representantes de Pupin, à exceção de Hossokawa, saíram um atrás do outro, abandonando a reunião.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Isso ainda pode dar muita dor de cabeça…

  1. Com dr. Renê no meio, claro que não vai dar em nada. Ele já veio de encomenda pra dar cobertura aos atos do ricardão.

  2. Não esquecer que os vereadores
    aprovaram a verba para o evento.

    Devem responder juntamente com
    a prefeitura pelo fracasso, ou se quiser
    por outro nome.

  3. MACARRÃO diz:

    NÃO SEI SE PODE. A CÂMARA NOMEAR UM PERITO EM CONTABILIDADE PARA FAZER O LEVANTAMENTO DOS DOCUMENTOS?

Deixe seu pitaco