Ação por morte de jogador do Real tramita há 4 anos no CE

victor2

O blog contou há quase cinco anos (aqui) a história do jovem cearense Victor Hugo, que foi capitão do Brasil Real Clube de Futebol, de Aurélio Almeida, no Campeonato Paranaense de 2008 e cometeu suicídio em junho de 2010, frustrado com o atendimento que o clube lhe deu após uma lesão no joelho. Dando uma atualizada no caso: a ação tramita há quatro anos na 28ª Vara Cível de Fortaleza (CE), e o pai do rapaz pede indenização de R$ 825 mil por danos morais e materiais. Almeida, através de um advogado de Chapecó (SC),  já tentou levar o processo para Curitiba arguindo exceção de incompetência, porém não obteve sucesso.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.