Da tesouraria do PP

Acareação entre o Alberto Youssef e Paulo Roberto CostaDenunciado pelo Ministério Público sob suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o deputado Arthur Lira (PP-AL) usou verba da Câmara dos Deputados para custear viagens a São Paulo em dias em que fez visitas ao escritório do doleiro Alberto Youssef (foto), informa a Folha de S. Paulo. Notas fiscais de sua cota para exercício da atividade parlamentar mostram que, em três ocasiões, viagens de Lira a São Paulo coincidem com registros de entrada na portaria de um escritório de Youssef.
Segundo o advogado Pierpaolo Bottini, o deputado não nega ter ido ao escritório de Youssef. Lira, disse, afirma que na época não conhecia as atividades do doleiro e acreditava que era um representante da tesouraria do PP. Só para constar, o maringaense Ricardo Barros é o tesoureiro nacional do PP pela segunda gestão consecutiva.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.