Curso da Esfaep: ‘Maioria não passou no teste físico’

Guarda Municipal

Na defesa da nova direção da Secretaria de Trânsito e Segurança de Maringá – para quem, o curso de formação e capacitação técnico-profissional da Esfaep ministrado pela Polícia Militar aos guardas municipais “não vale nada” -, leitor conta que o curso de 800 horas foi mesmo “uma fraude”. Segundo ele, muitos não cumpriram o teste físico e mesmo assim foram aprovados. O workshop custou R$ 166.560,00 aos cofres públicos.
Recomenda, se alguém duvidar, que se recorra às câmeras que gravaram o teste físico, que, garante, foi a maioria. O caso teria sido levado à chefia da Esfaep, que não tomou providências. O caso deve ter desdobramento, porque certamente o Conseg não admitirá que a coisa fique por isso mesmo.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.