Maringaense fazia parte de quadrilha que fraudava cartões

Operação PF

Confirmado: um maringaense está entre os 14 presos na Operação American Dream, realizada na última terça-feira pela Polícia Federal de Minas Gerais. A PF não divulgou os nomes dos presos – 12 deles em Juiz de Fora (MG) -, porque as investigações continuam.
O homem preso em Maringá, o blog soube, tinha uma BMW azul. Ele fazia parte de uma quadrilha que deu um golpe de cerca de R$ 20 milhões na Caixa Econômica Federal, fazendo clonagem e fraude de cartões de crédito. 


Os cartões eram usados para compras no exterior, com posterior revenda de mercadorias no Brasil. Um empresário da construção civil detido em Juiz de Fora é apontado pela PF como o cabeça do esquema.
Entre os capturados também estão duas mulheres. Conforme a polícia, os suspeitos têm entre 25 e 35 anos, e a maioria atuaria no ramo empresarial, sobretudo no comércio de eletrônicos, já que muitos desses equipamentos seriam adquiridos por meio da ação delituosa.
Segundo a Tribuna de Minas, durante as vistorias em comércios e residências de suspeitos, foram recolhidos cartões de crédito, cheques, cerca de R$ 150 mil em espécie e, pelo menos, US$ 3 mil, além de joias, roupas infantis e outros materiais de procedência duvidosa. Outros dois mandados de prisão foram cumpridos nos estados do Paraná e Rio de Janeiro, resultando na captura de uma pessoa em Maringá e outra na capital fluminense. Também houve ação no Espírito Santo. (Foto Olavo Prazeres/Tribuna de Minas)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.