Pisando na legislação

MG1

O prefeito de Sarandi, Carlos Alberto de Paula (PDT), fez prevalecer sua vontade pessoal. A Câmara de Sarandi, obediente, aprovou nesta tarde em segunda discussão o projeto de lei que dá o nome de pessoa viva ao estádio municipal que sequer está pronto.
O nome dado é o de Robson Michael Signorini, o Robinho, nascido em Marialva e revelado pela escolinha do ex-jogador Bugrão, de Sarandi. Não é preciso dizer que De Paula é palmeirense. O duro é que ele passa por cima de lei federal que proíbe dar o nome de pessoas vivas a próprios públicos. Espera-se que o MP busque a justiça para corrigir o erro do Executivo e do Legislativo.

MG1

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.