Ricardo Barros votou ‘não’

Relator do Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros, oficializou a inclusão no relatório final de corte de R$ 10 bilhões no Bolsa Família

O deputado federal Ricardo Barros (PP), tesoureiro nacional do PP, vice-líder da presidente Dilma Rousseff e relator do orçamento 2016, votou contra o prosseguimento do processo contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Além dele,  votaram contra (e foram derrotados): Cacá Leão (PP-BA), Erivelton Santana (PSC-BA), Paulo Pereira (SD-SP), Washington Reis (PMDB-RJ), Vinicius Gurgel (PR-AP), Wellington (PR-PB), João C. Bacelar (PR-BA) e Manoel Junior (PMDB-PB).
Os deputados Sandro Alex (PPS) e Valdir Rossoni (PSDB), paranaenses que também integram o Conselho de Ética, votaram pelo processo contra o parlamentar, que hoje foi alvo de mais uma etapa da Operação Lava Jato. (Foto Valter Campanato)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.