Procedimentos no MP

A Comissão Processante para cassar o prefeito de Paiçandu, Tarcísio Marques dos Reis (PT), não virou, mas no Ministério Público há pelo menos dois procedimentos resultantes do processo.
Num, invesiga-se a notícia de que servidores daquele município teriam faltado ao trabalho para comparecer à sessão da câmara municipal que analisaria a cassação do seu mandato. Noutro, a partir de denúncia do ex-vereador e ex-secretário Valdir da Fonseca (PT), há denúncia de possível ato de improbidade praticado pelo vereador Diego Mateus Sanches (Pros), que teriam causado prejuízos ao erário.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.